2004 - Interior da França

Foram quase 3 anos sem viajar para o exterior. Eu disse “quase”, porque antes de completar o terceiro ano, decidi ir para a França encontrar amigos e conhecer algo além de Paris, onde já havia estado.

Excelente decisão. O interior do país mais visitado do mundo é justamente aquilo que as pessoas imaginam que seja o país mais visitado do mundo: sensacional. Lyon, a segunda maior cidade francesa, dá de 10 a zero em Paris. Justamente por não ser tão grande quanto a capital, ela tem muito mais charme e é muito mais agradável para quem gosta de caminhar sem destino, como eu. A minúscula Annecy parece aquelas cidade de contos de fadas, com lago transparente, castelo e montanhas nevadas ao redor. Rennes, a capital da Bretanha, foi a maior e melhor surpresa da viagem, já que não estava no roteiro original. E o Mont-Saint-Michel é realmente um lugar indescritível. As outras cidades visitadas - Grenoble, Avignon e Nîmes - também têm seus encantos e merecem ser vistas, apesar de não terem conquistado lugar no ranking de destinos para onde eu adoraria ir de novo.

Foram 17 dias na França. Mais de duas semanas comendo queijo, bebendo vinho, arranhando francês, conhecendo pessoas, me metendo em roubadas, gastando mais euros do que eu podia e mudando o roteiro de tempos em tempos. Em resumo, férias perfeitas para matar a saudade de viajar.

(Use a barra ao lado para ver fotos, textos e informações sobre esta viagem)