Vietnã

› 4 de outubro de 2010

Backstage cambojano

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

Nascer do sol em Angkor Wat é paz, tranquilidade e solidão, certo?

É o momento perfeito para meditar e entrar em comunhão com a natureza, as energias, a alma e a história daquele lugar, confere?

Desculpe estragar seus planos, mas infelizmente não é bem assim.

- Gabriel Prehn Britto
0 comentários
› 19 de agosto de 2010

Tuk-tuk nervoso

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

Motorista de tuk-tuk dobrando à esquerda no melhor estilo cambojano de dirigir.

Repare na minha risada de nervoso.

Siem Reap, Camboja.

- Gabriel Prehn Britto
1 comentários
› 17 de agosto de 2010

Exercitando o equilíbrio

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

A lenda diz que os vietnamitas acordam cedo para fazer Tai Chi Chuan, mas a verdade é que eles fazem os exercícios mais estranhos. Aparentemente, qualquer tipo de movimento com o corpo é considerado um exercício.

Nesta praça no centro de Hanói, havia uma multidão de pessoas se mexendo de forma diferente e bizarra. Mas esse tiozinho me ganhou. Ele passou um tempão assim.

Ao fundo, duas pessoas jogam peteca, outro esporte apreciado no país.

- Gabriel Prehn Britto
0 comentários
› 8 de julho de 2010

Livros, motos e arrependimentos

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

Comprar livros em viagens é um saco. Eles pesam, ocupam espaço, viram uma chatisse sem alça e sem rodinhas. Quando você se apaixona por um, o ideal é verificar se o livro existe na Amazon e deixar para encomendar quando estiver em casa, sem impostos e provavelmente com um preço mais amigável, praticado longe de lugares turísticos.

Porém, tão chato quanto comprar livros em viagens é anotar os nomes deles para comprar na Amazon, deixar para depois, deixar para depois, deixar para depois… e nunca mais comprá-lo. Infelizmente, foi o que fiz com o Bikes of Burden, que descobri em Hanói.

Bikes of Burden

Uma das características mais marcantes do Vietnã é a quantidade de motos carregando as bagagens mais bizarras que você nunca nem imaginou que pudessem ser levadas sobre duas rodas. O Bikes of Burden (“Motos de Carga”, em uma tradução simples), do fotógrafo Hans Kemp, é o registro visual mais completo desta tradição vietnamita. Dá uma olhada em algumas imagens do livro:

Hans Kemp

Hans Kemp

Hans Kemp

Hans Kemp

Hans Kemp

Não é sensacional? E escrevendo este post, ainda descobri que ele lançou o Carrying Cambodia, com mais ou menos o mesmo assunto, mas com fotos tiradas no vizinho Camboja.

Alguém aí topa fazer uma encomenda conjunta para dividir o frete?

- Gabriel Prehn Britto
0 comentários
› 28 de setembro de 2009

Pátrias gastronômicas

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

Em homenagem aos Destemperados, um post sobre algo que descobri via @Kidids.

São imagens de uma campanha publicitária de algum produto que não consegui descobrir qual é, mas não importa. Aliás, nem precisa explicar. É só olhar e ter vontade de viajar - ou pelo menos vontade de ir para um restaurante de comidas típicas de cada um dos países abaixo.

Itália

Itália, a melhor bandeira de todas.

Brasil

Brasil: caipirinha, abacaxi e uma fruta estranha (é um abacate?).

China

China. Não me pergunte, não sei o que é esse bolinho.

França

França. Esse blue cheese tá forçado, mas c’est la vie.

Grécia

Grécia. Isso deve ser bom, hein?

Índia

“Que que esse hindu tá fazendo aqui?”

indonesia

Indonésia. Arroz e pimenta, super-sofisticado.

japan_1489196i

Japão. Isso é carne de baleia?

Libano

Líbano. Muito bom, mas deve ter muita cebola.

korea_1489194i

Coreia. A do sul, porque a do norte não tem comida pra ser representada.

oz_1489193i

Nunca vi isso no Outback, mas dizem que é australiano.

swizerland_1489187i

Suíça. Sempre achei que falta uma vaca nessa bandeira. Pelo menos tem o queijo.

vietnam_1489189i

Vietnã. Não lembro de ter comido esse ouriço rosa. Ou comi? É cachorro?

- Gabriel Prehn Britto
6 comentários
› 12 de abril de 2009

A primeira de muitas

Nem acreditei quando Tutu Lombardi, editora da revista 180 Graus, me ligou para me pedir uma matéria de viagem. Isso era setembro de 2008 e ela queria uma matéria sobre Hanói e a Baía de Halong, no Vietnã, para publicar na edição de fevereiro/março de 2009. Não lembro que dia da semana era, mas esperei ansioso pelo sábado e pelo domingo, para poder escrever com calma. Tudo tinha que caber em 6 mil toques. Fiz uma vez, cortei partes, fiz de novo, cortei mais, refiz o início, fui cortando, cortando, cortando, até que cheguei num resultado que me agradava. Mandei para a Tutu morrendo de medo, afinal eu passei os últimos 13 anos escrevendo textos publicitários, não jornalísticos. Em seguida ela me respondeu dizendo que tava tudo ótimo. Feliz pra caramba, escolhi vinte fotos para que ela decidisse quais usar. E comecei a esperar.

Nesta semana, finalmente chegou o meu exemplar. A edição fev/mar acabou virando mar/abr. Na capa, Os Gêmeos. No interior, matérias sobre Austrália, Suíça, Irã e… a minha, com direito a perfil na página dedicada ao staff da revista. A primeira vez que abri, quase tive um treco: um fotão tirado na primeira caverna que passei em Halong, de um total de seis páginas só para minhas fotos! Caralho! Claro que a Tutu deu uma retocada em alguns pontos do texto, até porque ela também já foi pra lá e queria acrescentar um pouco da experiência própria. Mas foi quase nada, o que me deixou tão feliz quanto no dia em que ela me ligou.

Apesar da minha tosquice na hora de escanear e juntar duas imagens, fiz o que pude e coloquei aqui os arquivos reduzidos, para quem quiser dar uma olhada rápida. Já quem quiser ler a matéria pode baixar tudo em tamanho XXG: Páginas 1 e 2, Páginas 3 e 4 e Páginas 5 e 6.

paginas1 e 2

paginas 3 e 4

Páginas 5 e 6

Não ficou lindona? Espero que seja apenas a primeira de muitas matérias do tipo.

P.S. Obrigado, Tutu.

- Gabriel Prehn Britto
5 comentários
› 24 de dezembro de 2008

Mudando um pouco de assunto

Fugindo um pouco do assunto principal deste espaço, uma informação que acabei de pegar no Plantão da revista Info e que pode interessar a algum leitor que esteja planejando passar um tempo pelo Vietnã:

“Vietnã impede posts subversivos

HANOI - O Ministro das Comunicações do Vietnã proibiu blogs subversivos ou que revelem segredos relacionados com a economia e a segurança do país.

‘Os blogs devem servir para facilitar a conectividade e o compartilhamento de informações, seguindo as regras e tradições vietnamitas’, afirmou Hanoi Moi.

O acesso à web no Vietnã vem crescendo rapidamente nos últimos anos e os blogs estão cada vez mais populares. Os provedores de serviços de internet (ISPs) serão responsabilizados pelo conteúdo publicado por meio de seus serviços, de acordo com Moi.”

- Gabriel Prehn Britto
0 comentários
› 21 de dezembro de 2008

Vietnã, Laos e Camboja 1 X 0 Brasil

Em época de festas e viagens, parece que tá pintando um novo período de caos aéreo no Brasil.

Neste momento, é impossível deixar de lembrar que nenhum dos 6 vôos que peguei na viagem pelos paupérrimos Vietnã, Laos e Camboja atrasou. Absolutamente nenhum. Todos rigorosamente dentro do horário.

É.

- Gabriel Prehn Britto
0 comentários