Trânsito

› 17 de novembro de 2010

De Ouro Preto para Tiradentes e vice-versa

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

Segundo o Google Maps, o caminho de Ouro Preto a Tiradentes pode ser feito por duas estradas.

Em 2h28, pela BR 383:

Via BR 383

Ou em 2h48, pela BR 040:

Via BR 040

Mesmo sabendo que ir e voltar em um dia tinha tudo para ser muito cansativo, resolvi encarar a viagem para ver no que daria.

Valeu a pena, lógico, conheci Tiradentes. Mas foi beeem estressante.

O GPS me mandou ir pela BR 040. Nem me dei conta de ver se tinha outro caminho e saí de Ouro Preto mais ou menos às 8h30 da manhã.

O trecho até Ouro Branco é muito bonito, faz parte de uma das estradas reais (aliás, a impressão que se tem em Minas é de que todas as estradas são Estrada Real. Nossos monarcas viajavam, hein?). É cheio de curvas que chegam a enjoar os estômagos mais fracos, mas é muito bem cuidado e sinalizado, inclusive em casos de neblina.

Depois de Ouro Branco, o bicho começa a pegar. A estrada bucólica vira auto-estrada e você ganha a companhia de muitos caminhões. O asfalto é bom na maior parte, mas tem trechos ruinzinhos.

No final são exatamente 3 horas até o destino.

Enfim, minha dica é: se você conseguir se programar para sair bem cedo, dá para visitar a outra cidade em um dia. Mas evite (evite mesmo) pegar noite na estrada. Alguns trechos da BR 040 são muito mal sinalizados na escuridão.

O melhor ainda é dormir uma noite na cidade que você escolher.

- Gabriel Prehn Britto
3 comentários
› 21 de abril de 2010

Só no pedalzinho

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

Ciclista? Fã de ciclismo? Viajante? Aventureiro? Rico?

Rapaz, você tem sorte. Pode fazer uma das viagens do Trek Travel, uma companhia de cicloturismo que veio parar aqui no meu navegador.

Rico pedalando

Como o nome indica, a Trek Travel é intimamente ligada à Trek, uma das melhores fabricantes de bicicletas do mundo. Isso significa que as magrelas fornecidas para os clientes são muito boas, assim como o equipamento e, em alguns casos, até mesmo a companhia. Lance Armstrong, por exemplo, multi-campeão da Tour de France, aparece em alguns roteiros.

Babei muito em várias opções, mas obviamente tive uma queda maior pelo tour Praga-Viena, via Český Krumlov (3.295,00 doletas por pessoa).

Caminho

E ainda dá para beber cerveja e dirigir bicicleta.

- Gabriel Prehn Britto
0 comentários
› 13 de dezembro de 2009

De metrô pelo mundo

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

Pesquisando informações sobre Tashkent, capital do Uzbequistão, encontrei essa lindeza que o ocdt57 colocou no Flickr.

Dope nº1 - Por Ocdt57

São logomarcas de várias empresas de trem e metrô do mundo.

Vão lá e vejam de onde elas são, enquanto eu sigo na tarefa de listar os milhares de motivos para alguém ir para o Uzbequistão.

- Gabriel Prehn Britto
1 comentários
› 25 de outubro de 2009

Baby you can drive my car

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

O G1 fez um guia bem bom para quem quer dirigir no exterior, seja um carro alugado, seja o seu próprio.

Baby you can drive my car

Mais informações direto lá.

- Gabriel Prehn Britto
0 comentários