Compras

› 13 de junho de 2011

Bogotá de barbada

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

Anote aí outra dica de Bogotá que não encontrei nos guias de viagem: prepare-se para encontrar produtos Apple com preços similares aos dos Estados Unidos.

Brad Smith (CC BY-NC-ND 2.0)

Pesquisei o motivo disso, mas não encontrei nada claro e concreto. A única pista que tenho veio da própria vendedora da loja Mac Center no Centro Comercial Andino, que respondeu “Isso não paga impostos” quando perguntei se eu poderia aproveitar o Tax Free depois de comprar meu iPad.

Também não sei se a mesma barbada se aplica a outros produtos eletrônicos, porque não fui para lá com esta intenção e não pesquisei nada. Mas a lógica indica que sim.

Para você ter uma ideia, um iPad 16GB Wi-Fi custa menos de R$ 999 por lá. Aqui no Brasil, sai pela bagatela de R$ 1.649. Uma diferença de pornográficos 60%.

Asim Bharwani (CC BY-NC-ND 2.0)

Outro exemplo: um MacBook Air de 11 polegadas, o menor e mais lindo Mac do mundo, custa menos de R$ 1.999 em Bogotá. Aqui no Brasil, o preço dele começa em R$ 3.099.

Quer mais notícias boas? Segura aí:

1) Como eu sou metido a correto, declarei meu iPad novo na chegada em Guarulhos, mas a moça da Polícia Federal me surpreendeu e me deixou passar. Aparentemente, ela tem mais bom senso do que os nossos governantes.

2) Ir para a Colômbia com milhas é beeem mais fácil do que ir para os EUA. E nem precisa de visto.

Para finalizar, alguns lugares onde você encontra Apple em Bogotá:

- Lojas Falabella

- Mac Center (Centro Comercial Andino)

- Lojas Exito

- Lojas Alkosto

Boa sorte.

- Gabriel Prehn Britto
7 comentários
› 8 de julho de 2010

Livros, motos e arrependimentos

(Atenção: este blog foi aposentado. No lugar dele, surgiu o Gabriel Quer Viajar. Vá lá. É muito mais bonito e tal.)

Comprar livros em viagens é um saco. Eles pesam, ocupam espaço, viram uma chatisse sem alça e sem rodinhas. Quando você se apaixona por um, o ideal é verificar se o livro existe na Amazon e deixar para encomendar quando estiver em casa, sem impostos e provavelmente com um preço mais amigável, praticado longe de lugares turísticos.

Porém, tão chato quanto comprar livros em viagens é anotar os nomes deles para comprar na Amazon, deixar para depois, deixar para depois, deixar para depois… e nunca mais comprá-lo. Infelizmente, foi o que fiz com o Bikes of Burden, que descobri em Hanói.

Bikes of Burden

Uma das características mais marcantes do Vietnã é a quantidade de motos carregando as bagagens mais bizarras que você nunca nem imaginou que pudessem ser levadas sobre duas rodas. O Bikes of Burden (“Motos de Carga”, em uma tradução simples), do fotógrafo Hans Kemp, é o registro visual mais completo desta tradição vietnamita. Dá uma olhada em algumas imagens do livro:

Hans Kemp

Hans Kemp

Hans Kemp

Hans Kemp

Hans Kemp

Não é sensacional? E escrevendo este post, ainda descobri que ele lançou o Carrying Cambodia, com mais ou menos o mesmo assunto, mas com fotos tiradas no vizinho Camboja.

Alguém aí topa fazer uma encomenda conjunta para dividir o frete?

- Gabriel Prehn Britto
0 comentários